Os Presidentes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias são profetas, videntes e reveladores – e possuem o direito de exercer todas as chaves do sacerdócio entregues por Deus nestes últimos dias. Os profetas são os líderes máximos da Igreja, e são assistidos por dois ou mais conselheiros na Primeira Presidência. Os Doze Apóstolos também são profetas, mas estão subordinados a Primeira Presidência. O membro do Quorum dos Doze mais antigo (em tempo de chamado) é o Presidente da Igreja. Assim, se o profeta atual falecer, o novo Presidente da Igreja, o novo Profeta, será o mais antigo membro dos Doze vivo.

Os ensinamentos dos profetas dos últimos dias podem ser considerados escrituras. A A Igreja aprovou há alguns anos uma série de livros para fornecer uma biblioteca de ensinamentos dos profetas desta dispensação para cada lar santo dos últimos dias. Eles são um valioso recurso para as pessoas e famílias que procuram aprender, viver e ensinar o evangelho restaurado de Jesus Cristo. Para acessá-los clique aqui.

 

Presidentes da Igreja – Profetas dos Últimos Dias

Os Presidentes da Igreja, os profetas dos últimos dias, são, a começar pelo primeiro até o atual:

profetas-dos-ultimos-dias

Começando na fileira de cima à direita: Joseph Smith, Brigham Youngm John Taylor, Wilford Woodruff, Lorenzo Snow, Joseph F. Smith, Heber J. Grant, George Albert Smith. Na fileira de baixo à direita: David O. McKay, Joseph F. Smith, Harold B. Lee, Spencer W. Kimball, Ezra Taft Benson, Howrad W. Hanter, Gordon B. Hinckley e Thomas S. Monson.

  1. Joseph Smith Junior. 23/12/1805 a 27/06/1844. Joseph Smith foi o primeiro profeta desta última dispensação. Ele foi o instrumento de Deus para restaurar o Evangelho de Jesus Cristo. Ele buscou o Senhor aos 14 anos, para descobrir qual Igreja deveria se unir – e recebeu como resposta uma gloriosa Visão – onde o Pai e o Filho lhe apareceram. Joseph foi preparado por meio de mensageiros celestiais, traduziu o Livro de Mórmon, restaurou o Sacerdócio e a Igreja e organizou o Reino de Deus. Sua vida exemplar terminou cedo, pois a perseguição contra a verdade levou-o a tornar-se um mártir, como os profetas e santos do passado. Seu legado, contudo, não desapareceu, pois a Igreja continuou a florescer. Para ler mais sobre a vida de Joseph Smith clique aqui.
  2. Brigham Young. 01/01/1801 a 29/08/1877. Conhecido como o “Moisés moderno” Brigham Young foi um valente defensor da verdade divina. Ele guiou os membros da Igreja para o Oeste Americano para fugir da perseguições e estabelecer um refugio. Sua capacidade de liderança tornou a Igreja forte e produtiva. “Não foi apenas sua capacidade executiva que o tornou tão querido por sua família e os santos. Ele era um pai exemplar e sempre demonstrava bondade e atenção. Trabalhava ao lado da família e dos santos, cortando lenha, trabalhando madeira, construindo pontes, desmatando terrenos ou abrindo estradas. Durante o êxodo, ele era o primeiro a levantar-se de manhã e o último a deitar-se à noite, sempre andando entre os irmãos para verificar que todos tivessem o máximo de conforto possível. Porém, acima de tudo, ele era um profeta de Deus. Podia repreender e ao mesmo tempo amar e inspirar; exigir e dar; liderar e seguir. A coragem e o humor com os quais enfrentava as tribulações serviram de âncora e modelo para os santos perseguidos e enfraquecidos.” (Presidentes da Igreja, Manual do Aluno, pg. 33).
  3. John Taylor. 01/11/1808 a 25/07/1887. Inglês, o irmão Taylor imigrou para o Canadá, onde conheceu a Igreja. Tornou-se membro do primeiro Quorum dos Doze Apóstolos. Foi um excelente escritor para Igreja e serviu diversas missões defendendo a verdade revelada. Estava na Cadeia de Cartage quando o Profeta Joseph Smith foi assassinado – e, embora tenha levado quatro tiros, sobreviveu. Mais tarde tornou-se o terceiro Presidente da Igreja.
  4. Wilford Woodruff. 01/03/1807 a 02/09/1898. Um dos maiores missionários da Igreja, batizou centenas e pessoas nas diversas missões que empreendeu. Ele serviu por muitos anos como historiador da Igreja e dedicou o famoso Templo de Salt Lake City, Utah. Ele também é conhecido por proclamar o Manifesto (Declaração Oficial 1), que deu um fim formal a pratica do casamento plural por alguns membros da Igreja.
  5. Lorenzo Snow. 03/04/1914  a 10/10/1901. Um valente ministro do Evangelho, o Presidente Snow é famoso por defender a Lei do Dízimo, que salvou a Igreja de problemas financeiros ocasionados por anos de perseguição. Sua fé manifestou-se em sermões poderosos, curas e visões.
  6. Joseph F. Smith. 13/11/1838 a 19/11/1918. Sobrinho do Profeta Joseph Smith, Joseph serviu missão quando tinha apenas 15 anos. Ele era um profundo conhecedor do evangelho e foi chamado para o apostolado com apenas 27 anos. Entre suas realizações como Presidente da Igreja destaca-se duas declarações importantes: uma sobre a origem do homem e outra sobre o Pai e o Filho. Também instituiu o programa de noite familiar e recebeu uma visão especial sobre a redenção dos mortos (D&C 138).
  7. Heber J. Grant. 22/11/1856 a 14/05/1942. O Presidente Grant administrou a Igreja durante a Primeira Guerra Mundial, a Grande Depressão e boa parte da Segunda Guerra Mundial. Ele estabeleceu o programa de Bem-Estar da Igreja para socorrer os necessitados e dedicou alguns templos. Ele foi descrito como um homem gentil. Joseph Anderson, o secretário do Presidente Grant, escreveu: “Ninguém jamais saberá quantas hipotecas de viúvas ele pagou do próprio bolso. Com freqüência ele consultava seu saldo no banco. Ele não tinha nenhum interesse especial na acumulação de dinheiro; tudo o que lhe interessava era o bem que poderia fazer com ele” (Prophets I Have Known [1973], p. 30).
  8. George Albert Smith. 04/04/1870 a 04/04/1951. George Albert Smith foi um dos homens mais bondosos que já viveram. Sua biografia contém inúmeros exemplos de atos de bondade. Ele teve a saúde debilitada por muitos anos o que talvez lhe tenha desenvolvido ainda mais a capacidade de exercer empatia e amor. Quando Ele se tornou o presidente da Igreja, o Patriarca da Igreja disse: “Não cabe a mim dizer qual missão específica o
    Presidente George Albert Smith tem pela frente. Contudo, o que sei é que nunca o amor entre os homens foi tão
    necessário quanto neste momento da história do mundo. Além do mais, não conheço nenhum homem que ame a família humana, coletiva e individualmente, de modo mais profundo do que o Presidente George Albert Smith. A conjunção desses dois fatores — a necessidade de amor e o Presidente Smith na presidência nesta época — tem, pelo menos para mim, um significado especial” (Conference Report, outubro de 1945, pp. 31–32). De fato, as contribuições do do Presidente Smith mostram que ele aproximou-se de grupos dissidentes da Igreja, aproximou-se dos índios americanos e contribuiu para amenizar o sofrimento causado pela guerra, ajudando refugiados e estrangeiros.
  9. David O. McKay. 08/09/1873 a 18/01/1970. O Presidente Davd O. McKay presidiu uma Igreja Mundial. Seu enfoque era no lar e na obra missionária. As famosas frases (e suas variantes): “Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar” e “todo membro é um missionário” são populares até hoje. Ele introduziu o programa de mestres familiares e viajou o mundo todo reunindo-se com líderes de diversas nações.
  10. Joseph Fielding Smith. 19/07/1876 a 02/07/1972. Um dos homens que mais conhecia o Evangelho de Jesus Cristo, famoso por seus muitos escritos. O Presidente Smith era filho do profeta Joseph F. Smith e deixou um legado poderoso de fé para a Igreja. No prefácio de uma compilação dos sermões e escritos de Joseph Fielding Smith, seu genro Bruce R. McConkie escreveu: “Joseph Fielding Smith é o principal erudito do evangelho e o maior professor de doutrina desta geração. Poucos homens desta dispensação aproximaram-se dele no conhecimento do evangelho ou ultrapassaram-no em discernimento espiritual. Ele tem a fé e o conhecimento de seu pai, o Presidente Joseph F. Smith, e de seu avô, o Patriarca Hyrum Smith” (Joseph Fielding Smith, Doctrines of Salvation, comp. Bruce R. McConkie, 3 vols. [1954–1956], volume l, p. v).
  11. Harold B. Lee. 28/03/1899 a 26/12/1973. Em sua administração o Programa de Correlação da Igreja ganhou novo impulso. A Igreja se expandiu, e ele organizou um ramo em Jerusalém e visitou diversas partes do mundo. Ele enfatizou a importância do lar, da família e do casamento, e admoestou os membros a guardarem os mandamentos e seguirem os profetas.
  12. Spencer W. Kimball. 28/03/1895 a 05/11/1985. Conhecido pela famosa Declaração 2 – que concede o sacerdócio a todos os homens dignos independentemente de raça ou cor, o Presidente Kimball foi um poderoso servo do Senhor. Com a voz rouca, devido a um câncer na garganta, ele expandiu como nunca obra missionária, dedicou diversas Estacas. Em sua administração as escrituras ganharam uma edição renovada, com notas de rodapé e guia que facilitaram o estudo.
  13. Ezra Taft Benson. 04/08/1899 a 30/05/1994. Dois famosos discursos são sempre lembrados quando o assunto se volta ao ministério do Presidente Benson: primeiro, o discurso contra o orgulho (“O orgulho é a grande pedra de tropeço no caminho de Sião”, dizia), e, segundo, o discurso sobre o Livro de Mórmon (“inundemos a Terra com o Livro de Mórmon”). Ele serviu como Ministro da Agricultura, enquanto apóstolo e, já como Presidente da Igreja Medalha de Cidadão Presidencial do presidente norte-americano, que se referiu a ele como “um dos americanos de maior destaque de sua época” (agosto de 1989).
  14. Howard W. Hanter. 14/11/1907 a 11/12/1994. O Presidente Hanter serviu apenas nove meses como presidente da Igreja, mas em seu curto ministério corajoso deu uma importante lição sobre a preparação para entrar no Templo. Ele admoestou a todos a terem uma recomendação valida para o Templo, mesmo que morassem longe de um. Alguns anos mais tarde, o Presidente Gordon B. Hinckley, presidiu o trabalho de construção de inúmeros templos, que abençoaram a vida dos que seguiram o profeta Hanter. Ele também dedicou o Centro de Estudos da BYU em Jerusalém e organizou a 2000º Estaca da Igreja, no México.
  15. Gordon B. Hinckley. 23/06/1910 a 27/01/2008. O Presidente Hinckley tem diversas realizações a frente da Igreja. Ele reorganizou os Quóruns dos Setentas, para atender as necessidades de uma Igreja Mundial. Ele construiu o Centro de Conferências, expandiu os esforços missionários (por meio de muitas iniciativas, inclusive a criação do Manual Pregar Meu Evangelho). Ele viajou 400.000 quilômetros, visitou 58 países, falou a 2,2 milhões de membros e dedicou 24 templos (2000). Criou o Fundo Perpétuo de Educação. Em sua administração foram publicados dois documentos inspirados: “Família: Proclamação ao Mundo” e o “Cristo Vivo”.
  16. Thomas S. Monson. Nascimento: 21/08/1927. O Presidente Monson é nosso profeta atual desde 2008. Ele é um exemplo de serviço e amor. A Igreja expandiu-se muito em sua administração, com a criação de várias missões – e o chamado de centenas de novos missionários. Falando em missionários, o Presidente Monson sentiu-se inspirado em baixar a idade para o serviço missionário. Em sua gestão foram criados novos programas para juventude, como o novo currículo “Vem e Segue-me”. Resumimos sua biografia aqui. Você pode acompanhar os discursos e realizações do profeta aqui.
(Visited 1.339 times, 1 visits today)