Fundo Perpétuo de Educação

O Fundo Perpétuo de Educação (FPE) foi estabelecido em 2001, durante a conferência geral, quando Gordon B. Hinckley, então Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, anunciou uma “iniciativa arrojada” para ajudar os jovens de áreas em desenvolvimento a “saírem da pobreza” em que eles e as gerações que os precederam viviam”. Ele falava de ex-missionários e outros rapazes e moças ambiciosos que possuem grande capacidade, mas oportunidades escassas:

“Acredito que o Senhor não quer ver Seu povo condenado a viver na pobreza. Creio que Ele deseja que o fiel desfrute as boas coisas da Terra.” O Presidente Hinckley propôs uma solução para a pobreza generalizada: “Em um esforço para corrigir essa falta de oportunidade, propomos um plano, que acreditamos ser inspirado pelo Senhor. Iremos chamá-lo de Fundo Perpétuo de Educação”. Mais adiante ele declarou: “O estudo é a chave da oportunidade”[1].

fundo perpétuo

O programa do FPE teve como modelo o Fundo Perpétuo de Emigração, que ajudou mais de 30 mil antigos membros da Igreja a viajarem para o Vale do Lago Salgado, vindos da Europa, de meados até o fim dos anos de 1800.

O programa é financiado por contribuições dos membros da Igreja e outros que apoiam seu objetivo. É um recurso rotativo em que o dinheiro é emprestado a uma pessoa a fim de pagar sua instrução ou estudo avançado. Depois que o (a) estudante se forma e começa a trabalhar, ele(a) então devolve o empréstimo para o fundo, pagando juros muito baixos. Os pagamentos do empréstimo permitem empréstimos futuros.

“O mundo de hoje é mais competitivo do que jamais foi. Creio que homens e mulheres precisam obter um tipo de educação que lhes permita satisfazer às exigências necessidades urgentes da vida. Homens e mulheres precisam estar preparados para uma esfera de ação extremamente mais ampla do que jamais houve. O Fundo do Perpétuo de Educação é um fundo que durará por muito tempo” (Thomas S. Monson)

Você tem dúvidas sobre o Fundo Perpétuo de Educação? Vamos tentar responder algumas:

1) Quem pode pedir um empréstimo do FPE?

Os candidatos a um empréstimo do Fundo Perpétuo de Educação precisam satisfazer os seguintes requisitos:

  • Ser membro digno de entrar no templo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
  • Ter 18 anos de idade ou mais.
  • Se for jovem adulto solteiro, estar matriculado e ativo em um Instituto de Religião (os estudantes casados e os que têm mais de 30 não precisam frequentar o instituto).
  • Deve morar e estudar num país em que o FPE tenha sido aprovado. Atualmente, o FPE não está disponível nos Estados Unidos e no Canadá.

2) Como faço para candidatar-me a um empréstimo do Fundo Perpétuo de Educação?

Informações sobre como candidatar-se para um empréstimo do FPE podem ser encontradas na página oficial do projeto, aqui

3) Para o que podem ser usados os empréstimos do FPE?

  • Estudos técnicos, vocacionais ou profissionais que levem a um emprego viável em sua área
  • Mensalidades, livros e taxas, como formatura, licenças ou custos do diploma.

4) Quando e como esse empréstimo é reembolsado?

  • Pequenas prestações mensais são feitas durante o curso.
  • Seis meses depois da formatura (ou desistência), iniciam-se pagamentos maiores, com base em uma programação estabelecida e com uma pequena quantia de juros.
  • O Fundo Perpétuo de Educação também reduz o valor devido de seu empréstimo quando você (1) tem boas notas, (2) se forma, (3) realiza sua meta de emprego e (4) faz os pagamentos do empréstimo em dia. Esses incentivos de desempenho podem reduzir o saldo do empréstimo do FPE em até 40%.

5) Como são usadas as contribuições?

Doações para o fundo e os reembolsos dos participantes existentes são usados para realizar novos empréstimos a estudantes qualificados.

6) Quem dirige o Fundo Perpétuo de Educação?

  • A Junta do Fundo Perpétuo de Educação inclui membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos e outras Autoridades Gerais e líderes gerais das auxiliares.
  • A liderança do sacerdócio da área dirige os cursos locais do FPE em cada país aprovado.

fundo perpétuo

Se você ainda tem dúvidas sobre o Fundo Perpétuo de Educação, recomendamos que procure o Centro de Autossuficiência mais próximo de você. Temos certeza de que eles poderão ajudar.

E se você já se formou, mas quer contribuir com o Fundo Perpétuo de alguma forma, saiba que suas contribuições são muito bem-vindas. Clicando aqui, você pode ver as várias formas de ajudar e servir.

Podemos sempre estender  a mão para erguer outra pessoa[2].


Referências

[1] Fundo Perpétuo para Educação, A Liahona, julho de 2001.

[2] Estender  a mão para erguer outra pessoa

As informações desse artigo estão disponíveis aqui

(Visited 487 times, 1 visits today)