Significado da Vida e a perspectiva mórmon

A maioria das pessoas, em alguma época de suas vidas, chega ao ponto onde ponderam: “Será que isto é tudo?”. Mesmo as pessoas que têm sido religiosas durante toda a vida, também chegam a este ponto. Frequentemente, não há respostas boas o suficiente para aplicar a todos os desafios da vida. Não há respostas boas o suficiente concernente a morte ou ao sentido da vida. Os Mórmons reconhecem o que chamam de “As Perguntas de Ouro” – Quem sou eu? Para onde vou? De onde eu vim?

Vício Pornografia Solidão

O Mormonismo – as doutrinas e práticas de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – oferece conhecimento e conforto que não podem ser encontrados em nenhum outro lugar. Esse conhecimento vem de Deus através de escrituras reveladas e revelações modernas através de santos profetas. Truman Madsen, um reverenciado filósofo e professor Mórmon, disse: “A Filosofia tem todas as grandes perguntas, mas o Mormonismo tem todas as grandes respostas”.

Será que isto é tudo?

Não. A vida terrena, mortalidade, o mundo material, são apenas um ponto na linha de tempo de nossas vidas. Somos todos seres eternos, sem começo ou fim. Muito do que fazemos na terra não tem importância eterna. É fútil e sem substância. As coias importantes tem importância eterna – nossa conexão com Deus, fé em Jesus Cristo, nossa busca por plenitude através da expiação de Jesus Cristo, nosso relacionamento eterno com nossos entes queridos. O mundo invisível é mais real do que o visível. Todos os nossos ancestrais ainda vivem e se interessam pelo que fazemos. O céu está conectado à Terra, e o povo lá está imensamente interessado em nosso progresso espiritual, ou nossa busca por felicidade. Deus é um Deus pessoal, e Sua graça está disponível para todos nós, para nos ajudar com quaisquer problemas que venhamos a enfrentar na Terra.

De Onde Viemos?

Deus criou mundos incontáveis através de Seu Filho, Jesus Cristo. Este mundo não foi criado ex nihilo, ou seja, do nada. Ela foi organizada de materiais existentes, e ela e tudo o que há nela foram criados espiritualmente no mundo espiritual antes de ser criado fisicamente, como sabemos.

“E agora, eis que eu te digo que estas são as gerações do céu e da Terra, quando foram criados, no dia em que eu, o Senhor Deus, fiz o céu e a Terra; E toda planta do campo, antes de estar na Terra, e toda erva do campo, antes de brotar. Pois eu, o Senhor Deus, criei todas as coisas das quais falei espiritualmente, antes que elas existissem fisicamente na face da Terra.” (Moisés 3:4-5).

No mundo espiritual, que os Mórmons chamam de “Vida Pré Mortal” ou “Preexistência”, Deus era literalmente o pai de nossos espíritos, e assim, éramos seus filhos… com potencial divino. Seu desejo era que vivêssemos para sempre, tivéssemos o tipo de alegria que Ele experimenta, e habitar eternamente com Ele. Isto é chamado pelos Mórmons de “Vida Eterna”.

“Pois eis que esta é minha obra e minha glória: Levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem.” (Moisés 1:39).

O ponto central do plano de Deus é o “Arbítrio”, nossa liberdade de escolher entre o certo e o errado. Exercitamos nosso arbítrio na preexistência para apoiar e dar suporte a Cristo quando Lúcifer se opôs à Ele. Você pode até ser um descrente na Terra, mas você estava do lado do Salvador no mundo pré-mortal. Lúcifer e seus seguidores foram expulsos do céu, e eles nunca terão a oportunidade de ter corpos físicos, ou de ressuscitar. Portanto, todos que vivem na terra hoje, escolheram seguir o Salvador. Você ainda está conectado com seu Pai nos Céus. Embora ele seja Todo Poderoso e Onisciente, Ele também possui um amor perfeito e está pronto para se revelar a você quando procurá-lo em oração pessoal.

Por que Estou Aqui?

O desejo de Deus é fazer com que nos tornemos semelhantes à Ele, para que possamos ter a plenitude da felicidade. A única maneira de progredir é ter alguma coisa se opondo, e é por isto que temos a vida terrena. Esquecemos-nos da vida pré-mortal por uma razão. Ninguém ficaria aqui na Terra se lembrando do Céu. Nos mataríamos para voltar para lá. Nós concordamos em sermos enviados para a Terra, longe de nosso lar, por um período de tempo para desenvolver nossa fé, ver se seríamos obedientes aos mandamentos de Deus, para aprender, para experimentar a condição humana, e para termos relacionamentos amorosos eternos com outras pessoas.

Deus não nos deixou sem esperanças. Ele nos deu mapas para nossa jornada. As escrituras podem nos guiar através de muitas partes difíceis para nossa breve vida terrena. Ele nos deu profetas e Seu Santo Espírito para nos falar diretamente e nos dizer aonde ir e o que fazer. Os desafios e adversidades acontecerão, mas temos a escolha de como lidar com eles. Podemos buscar ajuda através da Sua Graça, ou podemos escolher passar pelo desafio sozinhos. Buscar ajuda pode acrescentar nosso conhecimento sobre os princípios eternos. Deus nos dará os dons da paciência, força e sabedoria se buscamos por Ele, e as emergências nos fazem buscá-lo. Quando o desafio acaba, podemos continuar com estes dons.

Para Onde Vou?

No Livro de Mórmon podemos ler:

“E contemplaste a sua glória em tua mocidade; és, portanto tão abençoado quanto o serão aqueles justos entre quem ele ministrará na carne; porque o Espírito é o mesmo ontem, hoje e para sempre. E o caminho está preparado desde a queda do homem; e a salvação é gratuita.” (2 Néfi 2:4).

Como mencionado por Paulo em 1 Coríntios 15:40, existem três reinos no Céu. A doutrina Mórmon ensina que todos terão a oportunidade de ouvir o evangelho de Jesus Cristo, nesta vida ou na próxima. Uma pessoa que rejeita continuamente este evangelho herdará o melhor reino do Céu, mas Joseph Smith e Sidney Rigdon viram este reino em uma visão e disseram que ele era mais glorioso que qualquer descrição. Este reino menor é chamado de Telestial, e pecadores que não se arrependeram viverão lá para toda a eternidade, mas ainda, terão sido salvos em um reino de glória.

A Exaltação é outra coisa, e está condicionada ao nosso arrependimento, participar dos convênios (promessas) e ordenanças, e se esforçar para guardar os mandamentos de Deus. A Exaltação, que é viver na presença de Deus, também chamada pelos Mórmons de “Vida Eterna”, significa que faremos com que o Sacrifício de Jesus Cristo (Expiação), tenha efeito sobre nossas vidas.

O Plano de Salvação de Deus

Tudo isto é parte de um plano de Deus para nós. Antes de este mundo ser criado, este era o Seu plano para nos ajudar a tornarmos mais semelhantes à Ele. Ele sabia que pecaríamos e cairíamos, como Adão e Eva o fizeram no Jardim do Éden. Assim, Ele providenciou um Salvador para nós, Jesus Cristo, para expiar por nossos pecados e tomar sobre Ele nossas dores. Devido a expiação de Jesus Cristo, a ressurreição é gratuita, um dom para todos. Devido a expiação de Cristo, aproximadamente todas as pessoas herdarão um reino de glória na ressurreição. Devido à expiação de Cristo, não precisamos sofrer por nossos próprios pecados, nem precisamos sofrer na terra sem sua ajuda – podemos pedir a Sua ajuda, não importa nossa condição. Devido à expiação de Cristo, podemos ser exaltados na presença de Deus, ao nos esforçarmos para nos tornarmos mais semelhantes a Ele, em palavras e obras.

Recursos Adicionais:

O que Acontece Com Meu Bebê que Morreu sem o Batismo?

Nossa Busca Por Felicidade

Jesus Cristo no Mormonismo

A Bíblia no Mormonismo

(Visited 334 times, 1 visits today)