Posse de Donald Trump

O Coro do Tabernáculo Mórmon, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi uma vez apontado pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan como o “Coro da América”. Este reconhecido coro cantará na cerimônia de posse de Donald Trump no próximo 20 de janeiro, já que a equipe encarregada pela organização deste importante evento convidou o coro a cantar na cerimônia de posse de 2017.

A popular campanha eleitoral dos Estados Unidos neste ano,  deixou a igreja SUD tentando equilibrar as fortes reações à participação do coro na cerimônia de posse de Donald Trump.

Alguns expressaram  orgulho patriótico por poder ver o Coro na próxima cerimônia de posse, entretanto a reação foi contrária por parte de outros membros que acreditam que isso  pode ser visto como apoio ao presidente eleito.

Eric Hawkins, porta voz da Igreja de Jesus Cristo declarou: “a resposta ao anúncio foi confusa, com pessoas que expressaram apoio e outras oposição”.

posse de Donald Trump

(imagem via Deseret News)

Hawkins também disse:

“A participação do Coro dá continuidade a uma longa tradição de se apresentar  para os presidentes de ambos os partidos nas cerimônias de posse e outros encontros. Não é um apoio implícito da filiação partidária ou políticas, é uma demonstração de nosso apoio a liberdade, a civilidade e a transição pacífica do poder”.

A participação do Coro do Tabernáculo Mórmon tem sido uma tradição nas cerimônias de posse dos Estados Unidos durante mais de meio século, atuando para cinco presidentes de ambos os partidos.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é neutra em quanto a assuntos políticos e não está filiada enquanto instituição a nenhum partido, entretanto, a igreja incentiva aos seus membros a serem ativos politicamente.


Artigo traduzido à partir da versão em espanhol feita por Isaac Angulo e publicada em mormonsud.org (aqui).

Fonte original: deseret news (aqui).

(Visited 7.453 times, 1 visits today)