O Livro de Mórmon é um conjunto de escrituras sagradas comparadas à Bíblia. Ele contém a história dos antigos habitantes das Américas antes da chegada de Colombo. Conta que uma família liderada por um homem chamado Leí saiu de Jerusalém e foi guiado pelos grandes mares até chegar a um determinado local do novo continente. Pode-se imaginar que sua jornada tenha sido um tanto que desafiadora, porém como Néfi (filho de Leí e grande profeta) disse: “tendo passado muitas aflições no decurso de meus dias, fui, não obstante, altamente favorecido pelo Senhor em todos os meus dias”¹

Após a chegada às Américas houve uma divisão entre os filhos de Leí, originando-se assim duas nações: Nefitas (Que eram descendentes de Néfi e alguns irmãos e amigos. E também tinham como integrantes descendentes de Muleque, filho do rei Zedequias), e os Lamanitas (seguidores de dois filhos de Leí que se chamavam Lamã e Lemuel). Essas nações tornaram-se numerosas e brigavam constantemente por terra, liberdade e opiniões.

Essas brigas resultaram e diversas guerras e causou a extinção do povo nefita.

Antes da chegada da família de Leí, um povo liderado por Jarede e seu irmão, foram conduzidos até as Américas na ocasião que o Senhor confundiu as línguas na Torre de Babel. Por pecado, ganancia e poder essa nação também foram extinta, sobrando somente dois homens e seus registros. Mórmon compilou todos os acontecimentos de seu povo e resumiu para que o leitor pudesse aproveitar o melhor das histórias e doutrinas.

FONTE DE LUZ E VERDADE

O Livro de Mórmon é uma fonte de luz e verdade. O Elder Jeffrey R. Holland fornece uma introdução clara e singular desse maravilhoso livro:

“O Livro de Mórmon é a Palavra de Deus. Assim como a Bíblia, ele é uma escritura sagrada. É um registro da comunicação de Deus com os antigos habitantes das Américas e contém a plenitude do Evangelho Eterno.
O livro foi escrito por muitos profetas antigos, pelo espírito de profecia e revelação. Suas palavras, escritas em placas de ouro foram citadas e resumidas por um profeta-historiador chamado Mórmon.

O acontecimento de maior relevância registrado no Livro de Mórmon é o ministério pessoal do Senhor Jesus Cristo entre os nefitas, logo após a sua ressurreição. O livro expõe as doutrinas do evangelho, delineia o Plano de Salvação e explica aos homens o que devem fazer para ganhar paz nesta vida e salvação eterna no mundo vindouro.

No devido tempo as placas foram entregues a Joseph Smith, que as traduziu pelo dom e poder de Deus. Hoje o registro se acha publicado em vários idiomas, como testemunho novo e adicional de que Jesus Cristo é o Filho do Deus vivente e de que todos que se achegarem a Ele e obedecerem às leis e ordenanças do seu evangelho poderão ser salvos.”²

O livro contém uma promessa peculiar e ousada, que vem mudando a vida de milhares de leitores. Ela se encontra logo na introdução:

“Convidamos todos os homens de toda parte a lerem o Livro de Mórmon, ponderarem no coração a mensagem que ele contém e depois perguntarem a Deus, o Pai Eterno, em nome de Cristo, se o livro é verdadeiro. Os que assim fizerem e perguntarem com fé obterão, pelo poder do Espírito Santo, um testemunho de sua veracidade e divindade.”³

Multidões de pessoas espalhadas pela face da terra declaram ter recebido pelo poder do Espírito Santo um testemunho de sua divina veracidade. Não se da outra explicação para o surgimento dele a não ser a do próprio Joseph Smith: ele foi traduzido pelo dom e poder de Deus!

Adquira um exemplar gratuito no site: mormon.org

Notas:

1: 1 Néfi 1:1

2: O Livro de Mórmon: Introdução

3: Introdução do Livro de Mórmon

(Visited 1.518 times, 1 visits today)