O Presidente Gordon B. Hinckley foi o único Presidente da Igreja que visitou a República Popular da China, muitas vezes chamado de “China Continental”. Os apóstolos visitaram a nação – mas não um que estivesse servindo como Presidente da Igreja.

O Profeta na China

O Presidente Hinckley fez a visita em 1996 depois de dedicar o Templo de Hong Kong – mais tarde chamado de Templo de Hong Kong China – em sete sessões, quatro no Domingo, 26 de Maio e três na Segunda-feira, 27 de Maio. Após as sessões na Segunda-feira, ele e sua esposa, Irmã Marjorie Pay Hinckley, viajaram pela fronteira com Shenzhen, no canto sudeste da China Continental.

Um tapete vermelho foi literalmente desenrolado na entrada do Hotel Shenzhen Bay quando chegou. Foi um tributo apropriado ao homem que um estudioso da BYU, Spencer J. Palmer, declarou ser “o pai da Igreja no Oriente”.

Em 1960, dois anos depois de ser chamado como Assistente do Quórum dos Doze Apóstolos, o Élder Hinckley foi designado para supervisionar o trabalho da Igreja na Ásia. Em várias ocasiões, ele foi reatribuído a esse dever. Como Assistente dos Doze Apóstolos, membro do Quórum dos Doze Apóstolos, conselheiro na Primeira Presidência e depois como Presidente da Igreja, ele fez dezenas de viagens para a Ásia, visitando Hong Kong muitas vezes.

Enquanto estava em Hong Kong para a dedicação no templo, ele comentou sobre a “maravilhosa oportunidade” que ele teve ao longo dos anos de trabalhar “entre esses maravilhosos chineses – os filhos e filhas de Deus”. Ele mencionou isso em 1960, quando pela primeira vez ele foi para Hong Kong e outras partes da Ásia. Nessa época, a Igreja não possuía nenhuma propriedade, com exceção de uma pequena casa de reunião de Ramos no Japão. Na oração dedicatória do Templo de Hong Kong, ele observou que a Igreja em Hong Kong “agora chega a plena maturidade com a dedicação deste templo sagrado”.

Após concluídos os dois dias de eventos dedicatórios, fomos para a China continental e perguntei ao Presidente Hinckley sobre a ideia de dizer adeus aos membros em Hong Kong.

Zai Jian

“Eu não disse adeus”, disse ele. “Eu disse ‘zai jian’ – Chinês para ‘tchau, queridos amigos’. Era o que era – tchau. Foi uma experiência emotiva que tivemos na dedicação desse templo, ao olhar para os rostos de muitos milhares de nossos amigos chineses, bem como aqueles que vieram de lugares tão distantes como Cingapura, Tailândia e Taiwan mesmo tendo assumido uma grande despesa para participar da serviços dedicatórios do templo”.

O Presidente Hinckley teve seu carinho pelo povo chinês na cidade de Shenzhen. Três outras autoridades gerais o acompanharam: o Presidente Thomas S. Monson, primeiro conselheiro da Primeira Presidência; Élder Neal A. Maxwell e Élder Joseph B. Wirthlin, ambos do Quórum dos Doze Apóstolos; e Elder Kwok Yuen Tai, Autoridade Geral Setenta. Acompanhando seus maridos, as Irmãs Marjorie Hinckley, Frances Monson, Colleen Maxwell, Elisa Wirthlin e Hui Hua Tai.

O Presidente Hinckley e os outros foram a Shenzhen em um intercâmbio cultural, representando o Centro Cultural Polinésio da Igreja no Havaí. As autoridades chinesas criaram uma atração cultural de estilo central, Chinese Folk Villages, com aldeias e artistas em trajes representativos dos cidadãos das províncias chinesas e pontos de referência para dar um vislumbre de vastas regiões geográficas do país.

A famosa foto

Durante minha carreira de 45 anos na Igreja, tirei milhares de fotos. Eu não acho nenhuma que se compare com a foto que tirei do Presidente e da irmã Hinckley e outros caminhando para  “Windows of the World” em meio a uma confusão de confetes. Para os lados e no fundo são dançarinos fantasiados e outros artistas que fizeram filas nas aldeias populares que o Presidente Hinckley e seu grupo visitou. Os artistas ficaram reagrupados ao longo da passarela e degraus que levavam a um edifício onde o Presidente Hinckley foi homenageado em um almoço.A cena colorida e a configuração única se tornaram uma fotografia perfeita.

profeta na china

Nós tínhamos sido transportados por toda a aldeia popular em pequenos veículos elétricos semelhantes a carrinhos de golfe, com o Presidente e Irmã Hinckley no veículo principal e eu em um dos últimos. Como eles tiveram uma vantagem em sua abordagem, eu tive que pegar minha câmera e saco de ombro e correr atrás das linhas de artistas e dar uma olhada nos degraus. Cheguei ao topo com apenas tempo suficiente para apontar, focar e disparar uma, duas, três imagens rápidas – fortuitamente quando o Presidente Hinckley olhou para cima.

Para uma viagem extensa que levou o Presidente Hinckley ao Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Hong Kong, República Popular da China, Camboja, Vietnã e Filipinas, essa imagem de momento mostra “o pai da Igreja no Oriente”.

Esse artigo foi escrito por Gerry Avant e traduzido por Inaê Leandro. Para ler o artigo original clique aqui:

Deseret News

 

(Visited 161 times, 1 visits today)