A primeira visão à distância

Em seu discurso da Conferência Geral de Outubro de 2017, o Elder Neil L. Andersen falou brevemente a respeito de uma pintura que ele vira em sua visita ao Templo de Provo City Center chamada “A Primeira Visão à Distância”. Ele disse:

“Recentemente enquanto visitava o Templo de Provo City Center vi uma pintura intitulada ‘A Primeira Visão à distância’. A obra retrata a luz e o poder dos céus quando o Pai e o Filho visitaram o jovem Joseph Smith. Sem querer fazer uma comparação com um evento tão sagrado que deu início a Restauração, posso visualizar uma imagem semelhante que mostraria a luz e o poder espiritual de Deus descendo sobre esta Conferência Geral. E consequentemente esse poder e essa luz, percorrendo todo o mundo.”

De fato, podemos ver e sentir esse poder e essa luz percorrendo todo o mundo.

O título da pintura citada pelo Elder Neil L. Andersen tem um título muito especial e profundo “A Primeira Visão à distância”. Apesar de o título ser referência ao ângulo de observação, podemos ainda ter outras interpretações e sentimentos.

1) Os frutos da primeira visão estão em muitos lugares distantes

O Livro de Mórmon, por exemplo, já foi traduzido para mais de 110 idiomas. Os materiais da Igreja estão disponíveis atualmente em 188 idiomas.  A Igreja está presente em praticamente todo o mundo. As missões de tempo integral, somam o número de 422. O número de membros cresce cada dia mais, somos ao todo 15.882.417. A Primeira Visão que aconteceu em 1820, nos EUA mudou a vida de milhões de pessoas ao longo do tempo, mesmo que tais pessoas jamais tenham estado naquele local. Seus efeitos, são sentidos à distância.

2) Não há obstáculos, nem mesmo à distância para essa obra

Nos primórdios da Igreja, enfrentamos muitas oposições. Muitos governos impediram a entrada da Igreja em seus territórios. Os próprios pioneiros mórmons foram expulsos de sua terra várias vezes. Mas a luz e o poder da Primeira Visão são tão grandes e poderosos que nada, nem ninguém pode impedir que essa obra avance.

3) Nossa influência é sentida onde quer que estejamos

A Primeira Visão muda a vida de todos aqueles que aceitam o Evangelho. Somos um povo comum e ao mesmo tempo somos diferentes. Vivemos padrões elevados e enfatizamos diariamente a importância de sermos uma luz, onde quer que estejamos. A Primeira Visão à distância também nos mostra que podemos ser uma influência justa que pode ser notada e sentida em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares.

Somos gratos por mais uma oportunidade de reavaliarmos como estamos vivendo. Somos gratos por essa Conferência Geral. Somos imensamente gratos por termos sido instruídos do alto. E claro, somos gratos por sentirmos a influência da Primeira Visão à distância.

Saiba mais sobre a Primeira Visão e a Restauração do Evangelho de Jesus Cristo por meio de Joseph Smith. Assista ao vídeo abaixo:

(Visited 469 times, 1 visits today)