As realidades e os desafios da vida terrena são as principais razões das provações, o psicoterapeuta Dennis Ashton ensinou em 22 de agosto durante a semana da educação da BYU. Embora Deus possa prever as provações, devemos reconhecer que Ele não é necessariamente a causa delas, ele disse.

  • As realidades e os desafios da vida na terra são as principais razões das provações.
  • Focar na positividade e na gratidão pode nos ajudar a lidar com a dor.
  • Podemos ajudar mais os outros com o sofrimento deles seguindo o exemplo de Jesus Cristo.

“[Jesus Cristo] olhou para os necessitados, escutou sem críticas, fez o bem anonimamente, entendeu e reconheceu o sofrimento e a doença e sofreu com quem sofria. Que exemplo maravilhoso.” — Joyce Ashton, conselheiro

Desafios da Vida

O psicoterapeuta Dennis Ashton e sua esposa, a conselheira Joyce Ashton, ensinaram sobre ter fé em casos de decepção, tragédia e perda na semana da Educação da BYU em 22 de agosto.

“Talvez tenhamos de beber algumas taças amargas ao viver nesta terra, e esperamos não nos tornarmos amargos com elas, mas melhores”, disse Joyce Ashton.

Dennis Ashton, ex-comissário assistente dos Serviços Familiares SUD, explicou alguns mitos relacionados à tribulação. Eles incluíam: Deus é a única fonte do meu sofrimento, eu sou a única fonte de meu sofrimento, Deus tira todo o sofrimento dos justos e oferecer conselhos é o primeiro passo para ajudar quem está sofrendo.

Ele disse que não devemos culpar Deus pelos desafios e perdas da vida. Citando o Élder Neal A. Maxwell, que era membro do Quórum dos Doze Apóstolos, Dennis Ashton disse que embora Deus possa prever as provações, devemos reconhecer que Ele não é necessariamente a causa delas.

“Deus nunca é surpreendido por uma nova chegada ao mundo espiritual, mas Ele ser a causa dessas chegadas é diferente de Ele saber que eles chegariam lá naquele dia”, disse Dennis Ashton. “O tipo de dor e angústia pelo qual as pessoas passam ao se perguntar por que Deus fez isso com elas — o que elas fizeram de errado, onde falharam — é muito prejudicial.”

Provações

Ele disse que descobriu que as realidades e os desafios da vida na terra são as principais razões das provações. Ele disse que o Senhor “faz que a chuva desça sobre justos e injustos”, citando Mateus 5:45.

Joyce Ashton, diretora de atendimento espiritual e luto no Rocky Mountain Hospice, listou algumas ferramentas úteis para lidar com o luto de modo emocional, físico, cognitivo e social. Uma ferramenta que ela sugeriu foi focar na gratidão e no pensamento positivo.

“Sabemos que as coisas negativas existem e temos que pensar sobre elas—temos que tomar uma atitude sobre elas também”, ela disse. “Mas fazer uma pausa no dia e anotar algumas coisas pelas quais somos gratos pode diminuir a pressão arterial, a frequência cardíaca, o estresse, a ansiedade e a tristeza.”

Ela também deu algumas dicas para ajudar as pessoas que sofrem. Ela disse que clichês sociais como dizer: “Não fique mal”, “é a vontade de Deus; Ele precisava deles”, ou “seja forte; esqueça isso” pode “curar-lhes as feridas”, citando Jacó 2:8-9.

“Temos que ter cuidado com esses clichês”, disse Joyce Ashton. “Mesmo que acreditemos neles, devemos deixar a pessoa que estamos apoiando verbalizá-los e depois concordamos com eles. Mas simplesmente mencionarmos esses clichês e não saber como eles realmente se sentem pode ser perigoso.”

Coisas úteis para dizer nessas situações incluem: “Sinto muito que esteja passando por isso”, “Saiba que eu me importo” e “Deve ser muito difícil para você. Quer conversar?”

Exemplo de Jesus Cristo

Ao consolar outras pessoas, devemos seguir a Jesus Cristo, que nos fortalece e capacita, disse Joyce Ashton.

“Ele olhou para os necessitados, escutou sem críticas, fez o bem anonimamente, entendeu e reconheceu o sofrimento e a doença e sofreu com quem sofria, ela afirmou. “Que exemplo maravilhoso.”

A conselheira Joyce Ashton fez uma apresentação na semana da Educação da BYU sobre ter fé em casos de decepção, tragédia e perda em 22 de agosto. Foto por Sarah Harris.

O psicoterapeuta Dennis Ashton fala a uma classe na semana de educação da BYU sobre ter fé nas tribulações. Foto por Sarah Harris.

Escrito por Sarah Harris e traduzido por Luciana Fiallo Alves

Fonte: www.lds.org

Saiba mais.

4 personagens do Livro de Mórmon que inspiram a vencer desafios

 

(Visited 238 times, 1 visits today)