O Pathway, programa de estudo online da BYU está expandindo para além dos colégios e Universidades de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias enquanto algumas pessoas especulam que o outro programa de educação da Igreja, o Fundo Perpétuo de Educação, possa sofrer cortes.

Fundo Perpétuo

O Fundo Perpétuo de Educação, estabelecido em 2001, oito anos antes do Pathway, foi anunciado, na época, pelo Presidente Gordon B. Hinckley em 31 de março.

Ele disse que era uma “iniciativa arrojada” para ajudar os jovens em áreas de desenvolvimento a “sair da pobreza que eles suas gerações anteriores conheceram”, em uma conferência Geral semestral da Igreja.

Desde então, o programa se uniu aos Serviços de Autossuficiência, outro reforço da Igreja a fim de preparar os membros para ter autossuficiência temporal e espiritual. Eles a alcançam por meio de cursos de autossuficiência e sobre como começar e melhorar um negócio próprio. O programa também ensina técnicas de entrevista de emprego e ajuda os alunos a desenvolver um plano de educação.

As áreas em vermelho representam os locais onde os empréstimos do Fundo Perpétuo de Educação estão disponíveis atualmente pelo mundo. (Morgan Allred)

O Fundo Perpétuo de Educação já ajudou quase 79.000 membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias a alcançar sua meta por meio de um empréstimo estudantil de baixo custo.

Quase 20.000 santos dos últimos dias tinham Fundo Perpétuo de Educação em 2016 — mais do que os anos anteriores, de acordo com as estatísticas publicadas pelo LDS Philanthropies.

Pathway

O Pathway oferece educação online de custo reduzido e patrocinada pela Igreja Mórmon.

Clark Gilbert, antigo presidente da BYU-Idaho, está conduzindo a expansão do programa Pathway este mês.

Gilbert diz que os dois programas são diferentes e separados, contudo trabalham juntos.

“Eles são iniciativas independentes que funcionam em parceria”, afirmou Gilbert. “Trabalhamos com os Centros de Autossuficiência no mundo todo para decidir quais programas acadêmicos têm as melhores oportunidades de colocação de emprego em cada uma das áreas onde a Igreja está”.

Gilbert disse que os dois programas são atualmente independentes, mas os funcionários têm analisado a possibilidade de tornar o Fundo Perpétuo de Educação um recurso para aqueles que desejam estudar pelo Pathway, que também é subsidiado pela Igreja SUD.

Andrei Popa, um nativo da Romênia disse que optou por fazer o Pathway em vez de usar o Fundo Perpétuo de Educação porque ele não estava interessado em frequentar nenhuma escola na Romênia.

“Eu não gosto das universidades locais porque têm muita teoria e pouca prática”, disse Popa. “Além disso, várias pessoas na minha universidade local precisam pagar o professor para passar.”

Escolha

Alguns alunos que não desejam frequentar uma Universidade patrocinada pela Igreja SUD, mas ainda requerem ajuda para financiar seus estudos podem considerar o Fundo Perpétuo de Educação como uma possibilidade.

O site da Igreja descreve os requisitos para aqueles que procuram obter um empréstimo educativo por meio do Fundo Perpétuo de Educação:

  • Ser membro digno e ativo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
  • Ter 18 anos ou mais
  • Se for adulto solteiro, estar matriculado em um instituto de religião SUD e frequentando as aulas (os estudantes casados e os que têm mais de 30 anos não precisam frequentar o instituto)
  • Morar e frequentar a escola em um país no qual o Fundo Perpétuo de Educação é aprovado. Atualmente, o Fundo Perpétuo de Educação não está disponível nos Estados Unidos e no Canadá.

Saiba mais sobre o Programa Pathway.

Escrito por Morgan Allred e traduzido por Luciana Fiallo

 

Fonte: universe.byu.edu

(Visited 530 times, 1 visits today)