Aqui vai uma pergunta para os santos dos últimos dias: Como melhorar a intimidade no casamento? a Sexualidade pode ser um tema difícil e inquietante. mas a intimidade é parte importante da vida de casado.

Quando nosso Pai Celestial deu a Adão e Eva o mandamento “frutificai-vos, multiplicai-vos e enchei a terra”, Ele também lhes deu o mandamento de fazer isso dentro dos laços do matrimônio.

Tim LaHaye, ministro cristão evangélico, sugere em seu livro The Act of Marriage (disponível somente em inglês), que a intimidade no casamento fornece prazer mútuo no matrimônio e traz maior igualdade entre marido e mulher ao mesmo tempo que reduz a tentação sexual fora do casamento.

Com a eternidade para aperfeiçoar a sexualidade, busquei os melhores conselhos dos santos dos últimos dias e de outros cristãos sobre como melhorar a intimidade no casamento.

o amor

1. Aprenda como a sexualidade de seu cônjuge funciona

Embora a relação sexual seja física em sua essência, muitos ignoram outros aspectos de uma pessoa com os quais a atividade se conecta. Por exemplo, experiências sexuais bem-sucedidas aumentam os sentimentos de realização tanto nos homens quanto nas mulheres. Maridos e mulheres sexualmente satisfeitos desenvolvem autoconfiança em outras áreas da vida. Mas desenvolver essa satisfação pode ser desafiador. A psicologia dos homens e das mulheres relacionada à sexualidade funciona de muitas maneiras diferentes.

Converse com seu cônjuge sobre necessidades específicas nestas áreas quando for seguir a recomendação nº 4 abaixo.

2. Estude sobre intimidade no casamento

Uma excelente fonte é o discurso que a irmã Wendy Nelson fez em um Devocional Mundial para os Jovens no dia 8 de janeiro de 2017 intitulado “Amor e Casamento”. Nele, ela compartilha quatro verdades. Estude o discurso na íntegra aqui.

casais sud

3. Vença os sentimentos de vergonha ou culpa quando falar sobre sexo

Não importa quantas vezes um casal casado veja o cônjuge nu ou tente falar sobre eventos do passado que talvez estejam interferindo na intimidade, ainda pode haver sentimentos de vergonha ou culpa escondidos no âmago.

Por causa da cultura religiosa, falar sobre sexualidade entre os santos dos últimos dias pode ser estranho ou vergonhoso a princípio.

Por exemplo, se alguém teve problemas com a tentação de ver pornografia ou de fazer sexo antes ou fora do casamento, talvez tenha que treinar a si mesmo e mandar ao cérebro a informação de que qualquer excitação sexual é errada para que consiga resistir à tentação.

No entanto, quando chegar o momento de ter intimidade de modo sagrado e aceitável com cônjuge, tais pessoas podem ter sentimentos conflitantes.

“Geralmente leva de um terço à metade da vida para as pessoas aceitarem a si mesmas”, LaHaye diz sobre os casais que podem sentir algum tipo de insegurança relacionada ao corpo.

Logo, reservar tempo para realizar atividades de conexão para vencer sentimentos de desconforto ou vergonha é extremamente útil.

Duas ideias retiradas do livro dele são:

  1. Escreva as coisas que ama no corpo do seu cônjuge e compartilhe com ele ou com ela.
  2. Diga ao seu cônjuge coisas específicas de que gosta quando estão tendo intimidades

Exercícios semelhantes a esses aumentam a confiança de seu cônjuge e eliminam o estigma de que ser santos dos últimos dias falar sobre sexo não é possível.

encontro

4. Tenham um canal de comunicação aberto e constante

Infelizmente não temos a capacidade de ler a mente das pessoas.

Portanto, somos obrigados a comunicar nossos sentimentos por meio de linguagem corporal ou de expressão verbal.

Tim LaHayes chegou à conclusão de que:

“Até as pessoas mais estudadas encontram dificuldade para falar abertamente da vida amorosa. Alguns casais jamais conseguiram conversar sobre sexo”.

Embora seja difícil conversar sobre intimidade entre os santos dos últimos dias, os momentos íntimos e sublimes compartilhados entre marido e mulher compensam o tempo e o esforço.

Concorda? Compartilhe suas ideias conosco nos comentários.

Fonte: MormonHub

Relacionado:

Carta aos jovens mórmons sobre sexo e o que eles precisam entender

Como superei os problemas de intimidade sexual que tinha desde recém casada