No último dia 03 de Junho, nós tivemos um Devocional Mundial para os Jovens. A mensagem do Presidente Russell M. Nelson e da irmã Wendy W. Nelson foi direcionada aos jovens, mas todos nós tivemos a oportunidade de aprender um pouco mais.

O Presidente Nelson disse várias coisas, aplicabilidades para várias áreas de nossas vidas. Ele disse:

“Levem suas perguntas diretamente ao Pai Celestial em oração. Você receberá respostas no tempo e no modo do Senhor”.  

Além de abordar tópicos como a oração e o direito a revelação pessoal, o devocional trouxe a sabedoria da irmã Nelson, em forma de profundos conselhos. Ela nos incentivou a parar de olhar para as outras pessoas, como se elas fossem perfeitas e tivessem vidas perfeitas, porque elas não são perfeitas e não têm vidas perfeitas. A irmã Nelson nos recomendou: “Parem de se comparar”. Como é bom saber que alguém conhece as realidades em que vivemos e as situações pelas quais passamos. Como é reconfortante o entendimento de que não precisamos nos comparar. Fomos lembrados também pela irmã Wendy que “na vida pré-mortal recebemos a incumbência de cumprir uma missão aqui”. E isso suscitou em nós várias perguntas, principalmente com relação ao que estamos fazendo com o nosso tempo aqui.

As bênçãos dessa noite não pararam. Em sua segunda fala, o Presidente Nelson trouxe 5 coisas que precisamos mudar:

  • 1)      Reduzir o uso das mídias sociais
  • 2)      Dedicar tempo a coligação de Israel
  • 3)      Fazer uma avaliação pessoal de como está nossa vida
  • 4)      Orar diariamente para que todos os filhos de Deus recebam o Evangelho
  • 5)      Ser diferente e não seguir os padrões do mundo.

(A fala do Presidente Nelson pode diferir em palavras com o que mencionei acima, mas o sentido é o mesmo)

Assim que o Presidente Nelson abordou o primeiro item que precisamos mudar, ele incentivou cada jovem a se afastar das mídias sociais por uma semana. Fazer um “jejum” de mídias sociais. Na hora que ele disse eu pensei: “Impossível! Eu preciso das mídias sociais em ambos empregos”. Mas logo depois, a escritura de 1 Néfi 3:7 veio-me a mente e em questão de segundos eu decidi cumprir com esse desafio.

Assim como Néfi, eu não sabia como seria uma semana inteira sem usar WhatsApp, Instagram e Facebook! Parece bobo, mas no meu caso, essas ferramentas não são exclusivas para lazer! E sério, não foi fácil.

No primeiro dia, não foi tão difícil assim. Já na Terça-feira, eu precisei muito de usar o WhatsApp para um contato com uma pessoa em outro país e eu não tinha o e-mail dela! (O e-mail eu continuei utilizando, pois o fiz a trabalho). Quase surtei! (E não, não é exagero). Mas eu falei sinceramente: Senhor, eu quero cumprir o que seu profeta pediu, dá-me um caminho alternativo! E bem, Ele me deu e não usei o WhatsApp!

Na Quinta-feira, outro problema semelhante e eu orei ao Senhor do fundo do meu coração para que Ele me ajudasse a encontrar outra forma, outro caminho e que eu não tivesse que acessar nenhuma rede social para cumprir aquela tarefa. E mais uma vez, Ele preparou o caminho.

A Sexta-feira chegou, o Sábado passou e o Domingo terminou.

Durante esses 7 dias sem usar as mídias sociais, observei várias coisas em meu comportamento que por agora, prefiro não compartilhar. No entanto, aqui estão alguns pontos relevantes que eu gostaria de mencionar:

1)   Fiquei menos ansiosa e menos preocupada

Você não entra no WhatsApp para checar se há mensagens importantes, mas para iniciar conversas inúteis muitas das vezes. Não fiquei preocupada com as mensagens que eu teria que responder, com vídeos para ver ou áudios para ouvir. Não fiquei ansiosa para saber o que meus contatos estão fazendo nos EUA, na Europa ou em qualquer lugar. Não fiquei curiosa vendo Stories de ninguém no Instagram. E isso é libertador!

profetisa

2)   Não fiquei me comparando com ninguém

Sim, infelizmente eu tenho um hábito horrível de achar que têm vidas incríveis e muito melhores que a minha. Nessa semana, no entanto, não fiquei comparando a minha vida com a vida de ninguém, o que normalmente acontece ao ver uma foto ou publicação na mídia social. Nessa semana, literalmente, fiz o que nos recomendou a irmã Nelson – parei de me comparar com outras pessoas.

o sacerdócio

3)   Não preciso estar o tempo todo conectada

Isso também é outro ponto libertador da semana. Nos dois trabalhos, avisei meus colegas e chefes, que se precisassem de mim, poderiam me enviar um e-mail ou ligar e quando precisaram fizeram isso. O ato de me procurar somente se há uma necessidade real, mostrou-me que não há necessidade de ficar sempre alerta, se necessário vão vir até você! Então não faz sentido ficar com o WiFi 24 horas conectado a espera de uma mensagem!

4)   Podemos gastar melhor nosso tempo

Apesar de eu ter ido dormir e acordado exatamente no mesmo horário vi que o tempo gasto em mídias sociais sem real necessidade, é grande. Não tenho nenhum problema com procrastinação, mas ao notar meus colegas de trabalho, vi que eles gastam um tempo precioso com isso e que se eu não tomar cuidado, vou cair na mesma cilada.

16 meses

5)   Tive uma prévia de como será na missão daqui um tempinho

O desafio foi dado aos jovens, logo, a maioria dos jovens viveram por 7 dias o que irão viver por 18 ou 24 meses de suas vidas. E eu também! Fiquei pensando em como será daqui algum tempo, quando eu estiver na missão – ligações do presidente da missão, líderes e pesquisadores apenas. E-mails semanais, Skype duas vezes por ano… Acho que será uma ótima experiência, mais tempo para viver de fato.

Após essa semana, sei ainda mais que temos um profeta do Senhor que nos guia e nos orienta. Seus conselhos são preciosos e sábios, ele transmite a vontade do Senhor. Não tenho dúvida alguma de que as mídias sociais são boas e úteis, no entanto é necessário um limite.

Relacionado:

Profeta convida aos jovens a coligarem Israel: os 5 Conselhos do Pres. Nelson