O nome da Igreja

“Qual Igreja você frequenta? ”

“Igreja Católica”

“Igreja Protestante”

“A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”

Comparando com outras Igrejas em todo o mundo, o nome oficial da Igreja “Mórmon” pode parecer um pouco longo, mas cada parte de seu nome veio através de revelação.

Quando a Igreja foi organizada em 1820, foi organizada com o simples nome “A Igreja de Cristo” Isto estava de acordo com a referência do Livro de Mórmon:

“E foram chamados Igreja de Deus, ou seja, Igreja de Cristo, daquele tempo em diante. E aconteceu que todos os que eram batizados pelo poder e autoridade de Deus eram somados a sua Igreja. ” (Mosias 18:17)

Da mesma maneira:

“E os que eram batizados em nome de Jesus, eram chamados a igreja de Cristo.” (3 Néfi 26:19)

Doutrina e Convênios, sessão 20 uma frase similar é usada:

“Ninguém pode ser recebido na igreja de Cristo a não ser que tenha alcançado a idade da responsabilidade perante Deus e seja capaz de arrepender-se.”

Entre 1830 e 1838, entretanto, muitos nomes foram usados para falar sobre a Igreja restaurada: “A Igreja dos Santos dos Últimos Dias”, “A Igreja de Jesus Cristo”, “A Igreja de Deus”, etc.

Já em 1838, uma revelação trouxe a solução para as diversas opiniões. O Senhor revelou em Doutrina e Convênios, sessão 115, como a Igreja deveria ser chamada daquele momento em diante:

“Pois assim será a minha igreja chamada nos últimos dias, sim, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.”

A Importância dos Nomes na Igreja

Eu tenho me encontrado fascinado recentemente com a significância dos nomes na Igreja. Nomes são uma importante parte do Evangelho de Jesus Cristo e têm sido desde o começo dos tempos. Eles diferenciam pessoas e objetos, dando a cada uma seu valor e identidade únicos.

Vamos voltar para a primeira vez em que os seres humanos estavam aqui nesta terra. O que foi a primeira vez que Deus fez? Ele deu a Adão um nome, e então deu a Adão a autoridade para dar nomes a todos os animais e criaturas viventes nesta terra. Quando Eva foi criada, uma das primeiras coisas que Adão fez foi dá-la um nome: “E Adão disse: Esta, agora eu sei, é osso de meus ossos e carne de minha carne; ela será chamada Mulher, porque foi tirada do homem.” Depois de expulsos do Jardim do Éden, ele deu a ela outro nome: “E Adão chamou o nome de sua mulher Eva, porque ela era a mãe de todos os viventes; pois assim eu, o Senhor Deus, chamei a primeira de todas as mulheres, que são muitas.”

Nós damos nomes em bênçãos de crianças, mencionamos nomes completos em bênçãos do sacerdócio, e assinamos nossos nomes nas recomendações do templo. Nomes são simbólicos no templo e nossos nomes são nossa identidade principal.

O nome de Cristo

Mas há um nome que eu encontro com mais frequência do que qualquer outro: O nome de Cristo. Eu tenho prestado mais atenção para a quantidade de vezes que somos lembrados que devemos tomar sobre nós o nome de Cristo. As orações sacramentais falam sobre isso, nossos convênios batismais nos lembram disso, e o templo é mais do que abundante com belos convênios que requerem de nós tomar o nome de nosso Salvador, Jesus Cristo. Somente faria sentido se Sua Igreja fosse chamada com seu nome da mesma maneira. Considere essa escritura em 3 Néfi 27:

 

“E como será a minha igreja, se não tiver o meu nome? Porque se uma igreja for chamada pelo nome de Moisés, então será a igreja de Moisés; ou se for chamada pelo nome de um homem, então será a igreja de um homem; mas se for chamada pelo meu nome, então será a minha igreja, desde que estejam edificados sobre o meu evangelho.”

Lemos também: “Portanto, farás tudo o que fizeres em nome do Filho; e arrepender-te-ás e invocarás a Deus em nome do Filho para todo o sempre.” (Moisés 5:8)

Seja ao orar, se arrepender, fazer convênios, usar uma plaqueta missionária, ou somente viver como um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Cristo é a chave de todas as coisas. Ele é  advoga por nós ao nosso Pai Celestial quando nos arrependemos. Nós oramos em Seu nome. Nós representamos quem Ele foi e ainda é quando usamos uma plaqueta missionária. Nós concordamos em honrar Seu nome e usá-lo corretamente cada vez que renovamos nossos convênios do templo ou convênios batismais. Literalmente tudo que fazemos é por causa de Cristo. Que bela maneira de nos ajudar a manter-nos humildes, reconhecendo nossa dependência Dele.

O nome da Igreja foi dado por Cristo e representa o nome de Cristo. Se nós clamamos esse título, nós temos muito trabalho pela frente para viver à expectativa dele, representa-lo bem, e prestar contas de nossas ações. Eu imagino um dia meu Salvador irá me receber. Como vou responder quando Ele disser:

“Eu te dei meu nome para que você cuidasse dele. Eu te dei permissão para usá-lo para o bem e agir em meu nome como uma ferramenta em minhas mãos para ajudar outros a voltar a nossa presença e encontrar felicidade. O que você fez com ele?”

Eu quero ser capaz de prestar contar que eu usei o Seu nome com revência e respeito e nunca de forma inapropriada. Que isso comece com a forma que me vejo como um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, porque “por esse nome sereis chamados no último dia.” (3 Néfi 27:5)

___

Traduzido do Inglês: Artigo escrito por Jannalee Rosner e publicado no site LdsLiving com o título: Why the Name of the Church Changed Over Time

(Visited 522 times, 1 visits today)