MILIONÁRIO DEIXA TUDO PARA SERVIR AO SENHOR

Durante a Conferência Geral de Abril de 2016, o Elder Peter Meurs, de 59 anos, da Austrália, foi chamado como Setenta (Autoridade Geral da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias). Ao aceitar este chamado, Elder Meurs renunciou a sua lucrativa posição como diretor executivo da Fortescue Metal Group, uma empresa de mineração australiana. Este sacrifício surpreendeu seus conterrâneos e os jornais de notícias mais famosos da Austrália.

O Elder Meurs tem muita experiência no serviço na Igreja, depois de ter sido um presidente de ramo, bispo, presidente de estaca e setenta de área, e ter sido capaz de exercer distintas posições enquanto seguia sua carreira profissional.

De acordo com o Deseret News,

Elder Meurs é um engenheiro mecânico que se especializou nos campos de petróleo e gás e é sócio fundador da Worley parsons Limited, uma empresa internacional de serviços de engenharia e gestão de projetos.

Há seis anos, deixou a Worley Parsons para se unir a Fortescue Metals como CEO da empresa. Outro executivo ficou com o trabalho, mas Elder Meurs continuou na Fortescue e dirigiu um projeto de expansão de 9 milhões de dólares.

Ele estava servindo na exploração e desenvolvimento de negócios quando foi chamado. Sua renúncia ocorreu na segunda-feira(18).

Elder Meurs continua sendo um importante acionista da empresa. Inicialmente servirá através de muitos departamentos da Igreja antes de ser designado a um.

O Elder Meurs ficou conhecido no mundo dos negócios por suas ideias inovadoras e seu esforço para construir um ambiente familiar aberto no lugar de trabalho. A Fortescue é muito conhecida por patrocinar iniciativas que promovem a conversação civil e a resolução de problemas. Em 2014 a empresa ajudou a reunir os líderes religiosos internacionais como o Papa Francisco para firmar uma declaração conjunta em 2014 contra o tráfico de pessoa, a prostituição e a escravidão moderna.

Meurs é além de um executivo da Fortescue, é o 12º maior acionista da mineradora de ferro com mais de $30 milhões em ações.

O Elder Meurs declarou a The Sidney Morning Herald, um dos jornais mais importantes deste país:

“Não é o salário que está fazendo que saia da Fortescue”, “Eu vejo como uma oportunidade de me doar depois de receber muitas bênçãos e ter tantas boas oportunidades.” Elder Peter Meurs.

Este é um exemplo de que o Senho sempre deve ser a prioridade mais importante em nossas vidas e nem todo o reconhecimento e dinheiro do mundo valem a pena quando recebemos o chamado de servir ao Senhor.

Publico originalmente na mormonsud.org e traduzido para português por Viccenzo Benatti

(Visited 6.707 times, 1 visits today)