Recentemente, o Presidente Vladimir Putin aprovou novas leis que colocam restrições na pregação, ensino e realização do trabalho missionário no país. Como isso impactará a Igreja na Rússia?

No dia 29 de Junho, o jornal Christianity Today online relatou sobre as novas leis que foram propostas ao processo legislativo da Rússia.

As leis propostas são as mais restritivas desde dissolução da União Soviética. Eleas impõe “limitações no trabalho missionário, incluindo a pregação, o ensino e as atividades designadas a recrutar pessoas para um grupo religioso.”

Para compartilhar o evangelho de qualquer maneira, os Russos necessitarão de uma permissão do governo para que se tornem uma organização religiosa registrada (A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é uma organização religiosa registrada). Mesmo sendo membros de uma Igreja reconhecida e autorizada, não serão permitidos a pregar em qualquer lugar que não seja um edifício religioso. As privações incluem residências e através da internet, então, os missionários não serão permitidos a contatar pessoas em suas casas ou através de emails e sites SUD.

DECLARAÇÃO DA IGREJA SOBRE LEI RUSSA

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou no dia 08 de Julho a seguinte declaração em resposta a esta lei:

A Igreja respeita a nova lei que entrará em vigor na Rússia no dia 20 de Julho de 2016 que impactará o trabalho missionário. A Igreja irá honrar, apoiar e obedecer a lei. Os missionários permanecerão na Rússia e trabalharão através dos requerimentos exigidos. A Igreja irá estudar e analisar a lei e seu impacto posteriormente. 

Artigo publicado em LDS Living e traduzido e adaptado para português por Viccenzo Benatti.

Referência adicional: Sala de Imprensa Mórmon Internacional.

(Visited 3.057 times, 1 visits today)