TUCSON, Arizona — O mais novo templo da Igreja Mórmon, o templo de Tucson Arizona, tem um elemento peculiar (redoma) e apresenta um novo visual.

Não há nenhuma torre, nem pináculo, típico de outros templos mórmons. Mas isso não é novidade — e a prova disso são vários edifícios SUD semelhantes na França, no Canadá, Havaí e mesmo no próprio Arizona.

Não, o templo de Tucson tem uma redoma — basicamente uma novidade para um templo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Em resumo, o templo e sua redoma simplesmente “combinam” — combinam porque misturam um pouco das características das tradições de Tucson com um toque de características da região de Toscana da Itália. E se adequa às licenças de zoneamento local também.

Atualmente, durante o período de visitação que vai até 24 de junho, o edifício com mais de 3.500 metros quadrados — que será o 157º templo da Igreja SUD em funcionamento — será dedicado em 13 de agosto. Anunciado originalmente em outubro de 2012 com sua abertura de terra ocorrida em outubro de 2015, o templo foi projetado pela FFKR Architects, tendo como empreiteira a Big D Construction.

O templo de Tucson Arizona fica em um local de sete acres ao pé das montanhas Catalina no Condado de Pima, um pouco depois dos limites do lado do norte da cidade. Como tal, deve obedecer às políticas de zoneamento e códigos do Condado de Pima, em vez de obedecer às normas de Tucson.

Templo de Tucson

Característica da Região

E enquanto uma redoma pode ser uma nova característica para um templo SUD, certamente não é nova para a região.

“Se encaixa perfeitamente às restrições que estabelecidas para o condado”, disse o Élder Larry Y. Wilson, Setenta Autoridade Geral da Igreja SUD e diretor executivo do departamento de Templos da Igreja. “Isso nos permitiu fazer algo que não exigiu criar algo muito diferente e ainda permitiu capturar o belo caráter arquitetônico da área de Tucson.”

Quando a Igreja planeja um novo templo, os arquitetos visitam a área para observar a geografia, o ambiente e os elementos visuais notáveis na comunidade, a fim de projetar um templo que seja compatível com a região e que a represente.

“A comunidade de Tucson tem alguns belos edifícios abobadados”, disse o Élder Wilson. “Eles foram identificados como precedentes arquitetônicos que foram considerados para o projeto do Templo de Tucson.

As redomas proeminentes especificamente consideradas foram a da Missão San Xavier del Bac, localizada a pouco mais de 15 quilômetros ao sul de Tucson e a do velho e histórico Tribunal do Condado de Pima, situado no centro de Tucson.

Com seu exterior de rocha vulcânica, tijolo de alvenaria e argamassa de cal revestido com estuque branco, a Igreja da Missão San Xavier del Bac é muitas vezes chamado de “a pomba branca do deserto”. Dirigida por padres franciscanos, a construção cobriu quase duas décadas, de 1783 a 1797 e apresenta estilos de arquitetura mouriscas, bizantinas e barrocas sendo então um dos melhores exemplos da região de arquitetura colonial espanhola.

As duas torres de sino proeminentes na frente da Igreja da missão no lado sul, com a redoma — têm mais de 15 metros do chão até o topo.

O Tribunal do Condado de Pima foi desenhado pelo arquiteto Roy Place durante o movimento de renascimento eclético espanhol daquela época. Ele foi concluído em 1929 e cinco anos mais tarde entrou na lista do Registro Nacional de Lugares Históricos.

Havia uma redoma rosa-estuque com 7 metros de diâmetro adornando o edifício, e o exterior apresentava um design Art Deco em ziguezague de azulejos em azul, amarelo e verde. A redoma com azulejos em mosaico serviu por muito tempo como uma das imagens icônicas do Condado de Pima, inclusive sendo destaque no passado como parte dos logos oficiais do condado.

Desde que as atividades do condado passaram a ser realizadas em outro lugar, o antigo tribunal está passando por uma reforma de US$ 25 milhões, com planos de torná-lo uma central regional de viagens.

Inspirado em um Famoso Edifício com Redoma

Tanto a redoma da Missão San Xavier quanto a do tribunal do condado de Pima são mais semicirculares na forma, mas os arquitetos e os funcionários da Igreja SUD propuseram seguir para a redoma do templo SUD o padrão de uma redoma mundialmente famosa — Il Duomo de Firenze (a Redoma de Florença), que fica na Catedral de Santa Maria del Fiore daquela cidade.

E assim, mudar para uma redoma mais alongada, como o Duomo, com sua forma octogonal e nervuras acentuadas, foi uma decisão consciente, disse o Élder Wilson.

“Nós adicionamos um pouco de altura à redoma a fim de fazer com que pareça mais com um edifício eclesiástico”, ele disse. “Ela foi em parte o projeto do Duomo de Florença, na Itália, que é um edifício bastante icônico. E creio que este será um edifício icônico na área de Tucson, em parte por causa da bela cúpula que há nele.”

Além dos motivos estéticos, as licenças de zoneamento desempenharam um papel fundamental no desenvolvimento da redoma do templo de Tucson Arizona.

Os primeiros projetos para o templo seguiam os padrões dos outros templos SUD — algo com o modelo de um edifício de dois andares acima do solo e uma torre, atingindo quase 30 metros de altura. Mas no início do processo, os líderes e os arquitetos da Igreja ficaram sabendo sobre as limitações contidas no código de zoneamento do condado de Pima, com o local do templo já marcado pelo zoneamento para permitir edifícios religiosos.

Esse código de zoneamento limita um edifício religioso a um máximo de 13 metros, sem incluir a cúpula ou a redoma.

(“Redoma” e “cúpula” são frequentemente usados alternadamente, embora a Enciclopédia Britânica defina cúpula como “em arquitetura, pequena redoma, que frequentemente se assemelha a um copo virado, colocado sobre uma base circular, quadrada ou poligonal, ou em pequenos pilares ou uma lanterna envidraçada. É usado para coroar uma torre, um telhado ou uma cúpula maior. O cofre interior de uma redoma também é uma cúpula.”)

Um pináculo ou uma torre para o Templo de Tucson teria resultado para a Igreja a necessidade de procurar uma liberação de discrepância com Junta de Ajustes do Condado e ter que comparecer a uma audiência pública posteriormente.

Os funcionários do condado incentivaram a Igreja SUD e seus arquitetos a permanecer dentro dos limites prescritos e trabalhar em estreita colaboração com os vizinhos no processo de planejamento.

O projeto foi feito as plantas do templo foram enviadas em 2013 com um nível abaixo do solo, outro acima e com a sua plataforma mais alta sob a redoma para atingir pouco menos de 13 metros. A redoma então adiciona mais de 8 metros, sem incluir a estátua do Anjo Morôni no topo.

Um desvio foi necessário para o templo de Tucson, Arizona — mas foi relacionado a um trecho de cerca na propriedade, não com o edifício em si.

O resultado é uma redoma pela primeira vez em um templo Mórmon — a menos que a pequena cúpula no topo da torre do templo Newport Beach, Califórnia conte como a primeira, que também tem como base em um projeto ao estilo da missão.

No final, será que uma redoma aparecer pela primeira vez sobre um templo da Igreja SUD criou algum tipo de pausa entre os líderes da Igreja?

“Tenho certeza de que provavelmente algumas perguntas surgiram sobre isso, mas a redoma se encaixa lindamente com essa parte específica do ambiente a sudoeste e o legado arquitetônico que está aqui”, disse o Élder Wilson. “Lembro-me quando vi o templo pela primeira vez — imediatamente pensei: “Perfeito! Excelente escolha para o projeto do templo Tucson.”

Escrito por Scott Taylor e traduzido por Luciana Fiallo.

Fonte: www.deseretnews.com

(Visited 3.901 times, 1 visits today)