Essa é uma ótima pergunta, pois falamos bastante de coligação de Israel na Igreja. Mas pra todos que assistiram a recente transmissão do Presidente Russell M. Nelson para os jovens, a resposta é fácil. Ele disse:

“Quando falamos sobre coligação estamos simplesmente nos referindo a esta verdade fundamental: todos os filhos do Pai Celestial nos dois lados do véu merecem ouvir a mensagem do Evangelho de Jesus Cristo.”

Então a obra de coligação nada mais é do que a obra missionária – ajudar as pessoas a conhecer o Salvador, as bênçãos do Evangelho e entrarem na Igreja Dele.

A palavra coligar significa “tornar-se unido, ligar-se, juntar-se.

Falamos de Coligação de Israel, porque Deus fez um convênio – que é o convênio do evangelho – com Abraão, Isaque e Jacó. O Senhor mudou o nome de Jacó para Israel, quando ele se tornou digno de receber as bênçãos plenas do evangelho. Os filhos de Jacó se tornaram os cabeças das tribos, ou povos. Assim as Tribos de Israel são os ancestrais de Jacó.

Devido a desobediência o Senhor espalhou o povo de Israel. Mas prometeu que um dia os reuniria. Hoje essa reunião esta em andamento. Você pode ler mais sobre as tribos de Israel neste artigo.

O Presidente Nelson também disse:

“Meus queridos jovens, estes certamente são os últimos dias. E o Senhor está apressando sua obra para coligar Israel. Essa coligação é a coisa mais importante que está acontecendo na Terra hoje em dia. Nada mais se compara em grandeza, em importância e em majestade. E se vocês escolherem – e desejarem – podem ser parte essencial dela. Podem fazer parte de algo grande, algo importante e majestoso.”

Assim, todos somos convidados a agir para que a Coligação de Israel – a coisa mais importante – aconteça. E as palavras dos profetas são impactantes: podemos fazer parte essencial desta obra!

Uma pessoa começa a ser coligada a Israel quando ouve e aceita Jesus Cristo. Mas apenas quando ela é se arrepende e é batizada sua união à Israel se perfaz. A medida que ela guarda os mandamentos e recebe as ordenanças do Templo, as mesmas bênçãos de Abraão, Isaque e Jacó (Israel) são lhe dadas. Ao vivermos o evangelho nos tornamos unidos ou coligados à Jesus Cristo.

Essa coligação só é possível devido a restauração do Evangelho e as chaves dos profetas antigos que foram trazidas de volta à Terra.

Também há outro elemento vital para obra de coligação. O Presidente Nelson, ensinou numa Conferência Geral alguns anos atrás:

“O Livro de Mórmon é um ponto central dessa obra. Ele declara a doutrina da coligação. Faz as pessoas aprenderem a respeito de Jesus Cristo, a acreditarem em Seu evangelho e a filiarem-se à Sua Igreja. Na verdade, se não houvesse o Livro de Mórmon, a coligação prometida de Israel não aconteceria” (Conferência Geral – outubro de 2006 – este é um ótimo discurso sobre o assunto, você precisa ler)

Portanto, não é de se admirar que recebemos o conselho de ler o Livro de Mórmon todos os dias, e estudá-lo. O Livro de Mórmon vai nos ajudar a entender melhor nosso papel na Coligação de Israel, ou seja, na obra missionária – que é o esforço de levar as pessoas até Cristo.

livro de mórmon

O Livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo.

Quando você convida sua amigo para Igreja, posta uma escritura na sua rede social, ajuda alguém a se sentir melhor, ora para que os lugares que não tem o evangelho possam ter, faz pesquisa da História da Família, etc. – esta ajudando a Coligar Israel.

O que você está fazendo para Coligar Israel dos dois lados do véu? Compartilhe com a gente!

Leia mais sobre a Dispersão e Coligação de Israel neste manual da Igreja.