Guerras ou rumores de guerra? Maior percepção da violência em um mundo de paz

Com todas as guerras e rumores de guerra sendo transmitidas nos noticiários ultimamente (na verdade desde que foi criado o conceito de notícias), é fácil pensar que o mundo está se desintegrando por causa da violência. Mas a realidade é: não é o caso. Estamos vivendo na época mais pacífica da história humana. Embora não acho que as tristezas nas notícias não são algo para se ignorar, acho que é importante ter em mente essas coisas, e as notícias não são indicador de como as coisas estão pacíficas no mundo.

Pode me chamar de idealista sem esperança e sem noção, mas acredito que a maioria da população da terra realmente só quer paz, felicidade e todas as coisas boas.

No entanto, as pessoas ainda querem ouvir sobre as coisas ruins, e deveriam ouvir mesmo! É importante nos educar e ter consciência delas porque a nossa sociedade ainda está longe de ser perfeita. Mas agências de notícias reconhecem essa necessidade e tiram proveito disso. A verdade é que a tristeza vende. Com as notícias tão saturadas com tristeza, é possível começar a sentir que é uma descrição exata do mundo.

Pois ela não é.

Há tanta muita coisa boa. Muita gente tenta viver a vida da melhor maneira. Muitas pessoas tentam de modo ativo proclamar a paz.

Polícia russa entra nas instalações da Igreja Testemunhas de Jeová na Rússia.

Maior percepção da violência

Sempre que vejo séries de TV ou filmes clássicos (daqueles que passam na sessão da tarde) penso: “Como os tempos mudaram!”

Quando era criança, jamais poderia brincar no quintal da frente sem alguém supervisionando. Parece que a maioria dos pais hoje em dia nunca sonharia em deixar seu filho fora de vista. Há muitas histórias horríveis de sequestros e acidentes de trânsito. Até mesmo isso tem diminuído rapidamente, e é mais seguro do que nunca agora deixar as crianças brincar ao ar livre sem supervisão. Isso significa que você nunca mais deve supervisionar ou se preocupar?  Provavelmente não. Talvez uma parte da estatística que está melhor é o fato de que os pais estejam mais conscientes dos perigos.

Na minha opinião inexperiente, a comunicação instantânea é um dos principais motivos de existir pouca guerra e tantos rumores de guerra.

Os rumores de guerra são claros: uma notícia pode ser transmitida pelo mundo em um piscar de olhos agora. Antigamente, apenas as histórias enormes pareciam valer a pena o esforço de enviar para o outro lado do mundo por meio de comunicação como cartas ou telégrafos.

Agora, se você vive em uma metrópole agitada ou no meio do nada, é possível ter acesso instantâneo a todas as histórias que acontecem do outro lado do mundo. E as que são mais chamam a atenção são as horríveis.

rumores de guerra

Um mundo de paz

Mas como a tecnologia de comunicação instantânea ajuda a diminuir a guerra?

Durante o tempo que interagi com as pessoas pela Internet, fiz muitos contatos com pessoas que nunca conheci. Alguns desses meus bons amigos moram em países como Canadá, Irlanda, Nova Zelândia, África do Sul, Índia, Japão, Croácia, Paquistão e muitos outros. Tenho amizade com pessoas que eu nunca teria conhecido se não fosse pela rede mundial de computadores.

Sei que se não fosse pela Internet, a quantidade de pessoas que eu considero meus amigos seria muito menor e limitada à minha localização geográfica. Tenho certeza que hoje, se o país onde moro decidir declarar guerra a um país onde tenho amigos, terei um motivo muito mais pessoal de não quer a guerra do que se todas as pessoas que eu conheço morassem na mesma cidade.

Talvez lá exista muita gente como eu. Talvez este aspecto da cultura global na verdade não mude tanto em relação à paz e à guerra

No entanto, a tecnologia de comunicação global de fato influencia o trabalho missionário. Ele é agora mais eficiente e eficaz do que nunca por causa da tecnologia. E pelo fato de o mundo estar relativamente pacífico, os missionários podem ir em qualquer lugar do mundo (com algumas exceções notáveis).

rumores de guerra

Rumores de guerra

Parece que estamos vivendo em uma época em que os rumores de guerra estão se tornando talvez tão problemáticos quanto a guerra em si.

Sempre soube que os rumores de guerra são um sinal da segunda vinda de Cristo (D&C 45:26). Quando eu era criança, os termo “rumores de guerra” sempre me fazia imaginar homens com aparência suspeita em becos escuros sussurrando sobre uma guerra secreta que estava acontecendo. Se você não imaginava isso e agora está verificando a lista de “coisas que acontecerão na segunda vinda”, não se preocupe. Creio que um significado mais preciso de rumores de guerra é o que vemos hoje: pessoas gritando e fazendo estardalhaço global sobre tudo.

A palavra “rumor” vem da palavra latina rumoris, significado “barulho”.   Acho que o significado bíblico de “rumores de guerra” é muito mais claro e menos secreto do que imaginamos.

Os rumores de guerra de fato têm florescido desde a ascensão da imprensa marrom na Primeira Guerra Mundial. As notícias parecem estar focadas em capturar a atenção com sensacionalismo e tragédia.

É importante reconhecer os perigos e as tragédias. Mas se a enorme quantidade de notícias com a qual você é bombardeado todos os dias faz você perde a esperança em um futuro melhor ou perder a fé em um Deus amoroso, então talvez é hora de recuar, respirar e ver o lado bom do mundo.

Cristo é o príncipe da paz, e quando nos voltamos a ele encontramos abrigo não só de todo o barulho e dos rumores à nossa volta, mas também a verdadeira paz.

Fonte: MormonHub.org

Relacionado:

Como Manter a Inocência dos Filhos em um Mundo Moralmente Tóxico