Aqui estamos novamente naquela maravilhosa época do ano. Quando nos reunimos com familiares e amigos para ser grato por nossas bênçãos. Também estive pensando sobre aqueles que amo e que sofrem de problemas pessoais esmagadores. Eles podem ser doenças graves, depressão e preocupações financeiras. Para eles talvez seja difícil “contar as bênçãos” no momento.

Saber que alguns desses sobrecarregados entes queridos estarão conosco na ceia de Natal, orei pedindo inspiração e à procura de ideias de coisas que eu possa fazer ou dizer para animá-los.

Em minha busca, me deparei com algumas informações muito interessantes sobre gratidão e como ela pode ser uma das ferramentas mais negligenciadas para enfrentar os desafios da vida.

Os Incríveis Benefícios de Ser Grato

Pesquisas científicas mostram que ser grato tem alguns benefícios incríveis. Sua prática diária literalmente reestrutura o cérebro para uma saúde melhor e mais felicidade. De fato, muitos estudos da última década descobriram que as pessoas que contam s bênçãos conscientemente tendem a ser mais felizes, menos depressivas e mais saudáveis.

Os resultados revelam que cultivar e praticar a gratidão diariamente na verdade pode remodelar seus padrões neurais e reestruturar o seu cérebro a pensar mais positivamente. Aumenta sua capacidade de lidar com situações difíceis e desafiadoras, alivia a depressão e diminui dores físicas.

Estes benefícios de saúde física e mental têm sido bem documentados. De acordo com pesquisas recentes, ser grato ou realizar atos de bondade estimula o hipotálamo (a parte do cérebro que regula uma série de funções corporais, inclusive o estresse). Enche o cérebro com uma substância química chamada dopamina, que produz a sensação de bem-estar, felicidade, prazer e vitalidade.

Fiquei espantada ao encontrar resultados de extensas pesquisas e dados mostrando como gratidão atua no cérebro e como os efeitos neurológicos da gratidão produzem os seguintes benefícios de saúde:

Confira:

  1. Expressar gratidão fortalece nosso corpo e cérebro, reduz o cortisol, o hormônio do estresse e aumentando a dopamina, o neurotransmissor do “bem-estar”.
  2. Cultivar a gratidão melhora as relações pessoais.
  3. Os sentimentos de gratidão diminuem os níveis de dor devido ao influxo de dopamina.
  4. A gratidão ajuda a dormir melhor, fortalece nosso sistema imunológico apressa a cura e a regeneração do corpo mais rapidamente.
  5. Ser grato alivia o stress. Torna-nos mais resistentes a traumas e eventos estressantes. Em um estudo sobre gratidão feito por McCraty e seus colegas em 1998, voluntários focaram em desenvolver apreço. Vinte e três por cento mostrou uma diminuição de cortisol, o hormônio do estresse mais proeminente. Porém o mais impressionante é que 80% dos participantes mostrou alterações na variabilidade da frequência cardíaca; um resultado direto dos níveis de estresse reduzidos.
  6. Ponderar as bênçãos e expressar gratidão reduz a ansiedade e depressão. Usando ressonâncias magnéticas, foram observadas alterações significativas no córtex pré-frontal medial do cérebro onde as emoções são registradas e controladas. O resultado foi melhor gestão de emoções negativas (como a culpa e a raiva) enquanto emoções mais positivas foram produzidas, tais como paciência, empatia e bondade, vinculando os benefícios de gratidão às emoções positivas.
  7. Ser grato aumenta a energia e a vitalidade para ter sistemas imunológicos mais fortes (graças a um sono melhor) e aos corações mais saudáveis devido a menos estresse. Incluindo as teorias mais espirituais, ser grato nos torna mais esperançosos, apreciativos, otimistas e que por si só aumenta a nossa vitalidade!

Mais Gratidão Por Favor

Como desenvolvemos mais gratidão? De acordo com a pesquisa comportamental, existem várias maneiras. Um método muito eficaz é manter um diário de gratidão, no qual você lista algo pelo que é grato todos os dias durante um ano. Depois de listar as coisas mais óbvias que você reconhecer e pelas quais for grato, agradeça pelas coisas menos perceptíveis como respirar, uma brisa em um dia quente ou o cheiro da terra depois da chuva.

Outros métodos afetivos são orações de gratidão, meditar sobre suas bênçãos ou simplesmente expressar sua gratidão.

Parece que no mundo de hoje passamos muito tempo e energia desejando ou buscando coisas que não temos no momento ou sentimos que deveríamos ter. A gratidão inverte este pensamento para nos ajudar a apreciar as pessoas e as coisas que temos.

Como membros da Igreja, somos abençoados por ter a oportunidade mensal de prestar testemunho do evangelho restaurado de Jesus Cristo e expressar publicamente gratidão por todas as nossas bênçãos. Outro grande exemplo de revelação de Deus a seus profetas, anos antes de quaisquer dados científicos divulgados, a importância de expressar gratidão regularmente melhora a saúde da mente, do corpo e espírito.

É maravilhoso saber que nosso Pai Celestial criou nosso cérebro para nos recompensar por ser grato. Um tributo que Ele considera em alta conta e nos aconselhou a adotar na vida (ver Alma 37:37). Mas Ele também nos alerta para a falta de gratidão (D&C 59:21).

Expressar Gratidão Melhora a Vida

Depois de aprender todas essas informações fascinantes e encorajadoras, achei importante compartilhar. Portanto, entregarei a todos os presentes na nossa ceia de Natal um “diário de gratidão”. O primeiro registro será uma mensagem minha dizendo que sou grata por tê-los e como eles abençoam minha vida.

Espero que os diários iniciem uma discussão sobre a importância da gratidão e como o sentimento maravilhoso de ser grato pode edificar, abençoar e fortalecer-nos mental, física e espiritualmente e literalmente mudar nossa vida para melhor. E isso é algo para comemorar o ano todo!

Depois de refletir sobre tudo o que aprendi sobre o poder de ser grato, sinto que a coisa mais importante é que gratidão gera gratidão. Em parte, porque ela libera o neurotransmissor que altera o cérebro, a dopamina! Esse elemento químico do bem-estar está relacionado à sensação de felicidade e alegria. E uma vez que você começa a vivenciar os benefícios da gratidão, você vai querer continuar a senti-los. Quais São os Resultados Finais? Quanto mais alguém pode ser grato, mais essa pessoa vai querer sentir-se grata. Isso é o que eu chamo de relação ganha-ganha!

Escrito por Rynna Ollivier e traduzido por Luciana Fiallo Alves

Fonte: ldsmag.com

Relacionado:

Como Fugir do Ciclo do Orgulho? Líder da Igreja Diz para Sermos Gratos

O que aprendi sobre gratidão com o câncer de minha mãe

(Visited 266 times, 1 visits today)