Os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Santos dos Últimos Dias estão acostumados a caras de estranheza quando se trata de algumas das nossas escolhas de estilo de vida. Sabemos que nem tudo nos é pedido para fazer (ou não fazer, como não ingerir bebida alcoólica) precisa ter uma explicação lógica. É difícil explicar às pessoas crenças com as quais não estão familiarizadas. Mas temos uma certa tolerância em fazer coisas que não fazem muito sentido para os outros.

O que significa suportar corajosamente algumas críticas de amigos não-membros e colegas sobre não tomar bebidas alcoólicas em uma festa ou recusar um convite para se juntar a eles em um bar. Já nos acostumamos a isso também. Contudo, apesar de algumas suspeitas ao contrário, ainda somos humanos. Então, quando o programa de TV americano ABC News’ Good Morning America (GMA) transmite uma declaração da Sociedade Americana de Oncologia Clínica reconhecendo que o consumo de álcool, mesmo em quantidades modestas, aumenta o risco de câncer—não se surpreenda ao ouvir alguns de nós dizer: “Ha! Palavra de Sabedoria! Nós avisamos!”

A Palavra de Sabedoria

Não que precisávamos de tal declaração para validar nossa abstinência de álcool. Intoxicação por álcool, problemas de fígado, bêbados ao volante e alcoolismo são razões suficientes para não beber. Sem mencionar o sentimento de remorso, os lapsos de julgamento e as ressacas inevitáveis dos embriagados. E sim, estamos cientes de que muitas pessoas que bebem fazem-no com moderação, sem qualquer uma das consequências irresponsáveis que associamos à cultura das festas.

No entanto, de acordo com a Dra. Jennifer Ashton, mesmo aqueles que não bebem todos os dias, ou que tomam cuidado em seu consumo de álcool podem aumentar o risco de desenvolver câncer. Isto acontece porque a maioria das pessoas fazem uma de duas coisas:  Também bebem mais nos finais de semana ou bebem mais do que a dose recomendada para qualquer tipo de álcool de uma só vez. Um relatório anterior o GMA afirma que mesmo uma bebida alcoólica por dia aumenta o risco de câncer de mama na mulher.

Não dê Chance para a Bebida

Para aqueles que desejam reduzir o risco de câncer, Ashton recomenda que “abandone a ingestão como puder”, a um nível mínimo de consumo de bebida alcoólica abaixo do que não é razoável pedir às pessoas que desça. De fato, Ashton parece cruzar uma linha momentos depois, quando ela diz: “Algo fácil de fazer, se você sabe que quando você sai não consegue ficar longe da bebida— é não sair!” O estúdio fica em silêncio, seguido por risadas desajeitadas.

Claramente, as pessoas não têm passado tempo suficiente com os mórmons. Se a ideia de abandonar o álcool inteiramente é inimaginável, você pode precisar encontrar alguns estudantes da BYU para aprender formas de entretenimento sem bebida alcoólica e sem câncer.

Escrito por Holly Black e traduzido por Luciana Fiallo Alves

Fonte: mormonhub.com

Relacionado:

Por Que os Mórmons Não Consomem Bebidas Alcoólicas?

(Visited 403 times, 1 visits today)