De vez em quando vejo alguém que não é mórmon, ou um membro inativo agindo chocado e horrorizado porque os mórmons vão à igreja por três horas todos os domingos. Ao mesmo tempo, os “mórmons” estão ansiosos por essas três horas. Qual a diferença?

Mórmons (um apelido para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) aprendem que Deus é seu Pai amoroso. Eles são ensinados a amá-Lo. Eles querem servi-Lo como uma forma de agradecer tudo que Ele deu a todos. Seus sentimentos sobre o Dia do Senhor são baseados nesse amor.

Exemplo do alto

Congregação frequentando reuniões de domingo.

Quando Deus criou a terra, Ele fez questão de fazê-lo em seis dias e descansar no sétimo. Eu acho que é bastante óbvio: Ele realmente não precisava descansar – Ele não fica cansado. Ele descansou para dar um exemplo para nós. Ele nos ensinou a seguir o exemplo que Ele estabeleceu e a guardar o sétimo dia, o Dia do Sábado, como santo. Essa regra era importante o suficiente para ser incluída nos Dez Mandamentos. E quando você pensa em todas as regras que Deus tem, incluir Guardar o Dia do Senhor no “top 10” significa que é realmente importante!  


Hoje, muitas religiões suavizaram essa regra. Eles têm um sermão rápido e deixam as pessoas continuarem com suas vidas seculares. As igrejas que continuam a honrar esse pedido de Deus são zombadas – mas os mórmons não se preocupam muito em ser zombados se estão fazendo a coisa certa. Isso não é um mandamento que os mórmons acabaram de inventar – está ali na Bíblia, muito claramente declarado: “Guardar o Dia do Senhor” e não “guardar uma hora ou duas se tiveres tempo”, mas “o Dia do Senhor”.

“Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.” – Êxodo 20:8-11

Nossas Crenças

Agora, vemos no Novo Testamento que Jesus e os hipócritas fariseus e escribas, por vezes, diferiam sobre o que constituía manter o Dia Santo. Ele permitiu que as pessoas fizessem o bem curando do sábado, tirando um boi do lodo, esse tipo de coisa. Os Mórmons hoje ensinam que guardar o Dia do Senhor significa assistir às reuniões da igreja – sim, três horas, mas nos é dado todo o dia que deve ser dedicado a Deus, isso não é muito. Significa tentar não trabalhar, mas é claro, há exceções. A polícia, os bombeiros e médicos, obviamente, têm de trabalhar. Algumas pessoas têm patrões que simplesmente anunciam um dia de trabalho. Em geral, porém, os mórmons tentam encontrar um emprego que não exige o trabalho aos domingos e eles não fazem coisas que possam fazer com que os outros trabalhem.

CongregaçãoEsta última parte é porque os Mórmons não fazem compras, não assistem a eventos esportivos ou vão a eventos seculares no domingo. Esses eventos fazem com que as pessoas tenham que trabalhar. Se ninguém comprasse no domingo, as lojas parariam de abrir aos domingos, porque não seria rentável. Então mais pessoas estariam livres para ir à igreja e para manter o Dia do Senhor como Santo. Há, afinal, seis dias para fazer todas essas coisas.

Nosso relacionamento com Deus

Os Mórmons acreditam que Deus nos deu tudo o que temos, incluindo todos os sete dias de cada semana. Não é uma dificuldade para nós nos voltarmos um dia para Ele. Na verdade, é um privilégio e um luxo. É simplesmente difícil reservar grandes porções de tempo para se concentrar em coisas eternas quando estamos imersos no mundo secular. Ter um dia que devemos colocar de lado o secular é uma bênção, porque torna mais fácil. Três horas para visitar Deus em Sua casa, horas inexploradas para o estudo das escrituras, serviço, família, a música espiritual, história da família… Quase todos os mórmons ficam ansiosos para esse dia de descanso durante toda a semana. No dia seguinte, eles enfrentam uma segunda-feira pacífica e renovada, renovada e pronta para começar a semana. Ao contrário de muitos, a maioria dos mórmons notam que segunda-feira é o dia mais produtivo.

Poucas pessoas acham um fardo visitar seu melhor amigo por três horas. Para os mórmons, isso é o que é três horas de igreja: uma visita ao seu melhor amigo. É um privilégio, não uma tarefa árdua, para quem ama a Deus e a Jesus Cristo.

Esse artigo foi traduzido do inglês: MormonRules

(Visited 2.062 times, 1 visits today)